terça-feira, 21 de agosto de 2012

DIAMANTE QUEIMA OU FUNDE ?



            Quando eu trabalhava na Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), a Superintendência Regional de Porto Alegre criou, por sugestão minha, o serviço Pergunte a Um Geólogo. Através dele, nos dispúnhamos a responder gratuitamente qualquer questão relacionada com a Geologia, feita por qualquer pessoa.
O início foi tímido, mas logo a procura explodiu, quando a divulgação passou a ser feita pela internet. Ela aumentou tanto que o Pergunte a Um Geólogo passou a ser centralizado no Rio de Janeiro, de onde as questões passaram a ser distribuídas a membros de uma equipe de voluntários que se dispuseram a atender os consulentes.
Fiz parte, é claro, dessa equipe, respondendo questões relacionadas com Gemologia e Mineralogia principalmente, o que ainda faço, mesmo estando fora daquela empresa já há cinco anos.
Como as questões são feitas sobretudo por pessoas leigas, normalmente não oferecem muita dificuldade para serem respondidas. Quando requerem alguma pesquisa, esta não costuma ser demorada.
Mas, às vezes surgem perguntas estranhas que exigem mais atenção e dedicação na resposta. Foi assim quando um cliente quis saber se o diamante que é progressivamente aquecido acaba queimando ou fundindo.
Como gemólogo, a imagem de um diamante sendo destruído pelo calor nunca me passara pela cabeça, não só por ser improvável, mas também por ser, é óbvio, totalmente indesejável.
E a verdade é que eu não sabia responder. O diamante é composto apenas de carbono, formado a temperatura e pressão muito elevadas, mas será que queimaria?
Comecei minha pesquisa com a bibliografia de que eu dispunha e não achei a resposta. Procurei na internet e não encontrei também uma resposta segura. A essa altura saber o que acontece com o diamante aquecido a altas temperaturas já era não apenas um compromisso com o cliente, mas também uma meta pessoal minha. Eu não sossegaria enquanto não descobrisse aquilo.
Parti então para algo que nunca tinha feito no trabalho do Pergunte a Um Geólogo. Procurei especialistas externos, do Instituto de Física da UFRGS. E foram eles que me deram a resposta. Sabem o que acontece com o diamante quando a coisa esquenta?  Depende.
Aquecido a 900-1.000 ºC, em presença de oxigênio, o diamante, assim como a grafita, volatiliza na forma de gás carbônico (CO2). Ou seja, eles passam diretamente do estado sólido para o gasoso.
Mas, em ausência de oxigênio, eles fundem (sem oxigênio, não existe combustão), só que a temperaturas bem mais altas: o diamante funde a 1.500 ºC e a grafita, a 1.600 ºC.
Portanto, se você quer ver um diamante virar fumaça diante dos seus olhos, basta aquecê-lo a 1.000 ºC.

4 comentários:

  1. Percio não me imagino assistindo a esta cena! um diamante é maravilhoso em todas as suas facetas, porém a informação é interessantíssima, adorei!

    Um grande abraço

    Suely

    ResponderExcluir
  2. É, Suely, Deus não criou o diamante para isso. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Se eu aquece-lo no fogo e joga-lo na água ele quebra.
    e que fui tirar uma duvida e quebrei um em vários pedacinhos ao jogalo na água drixei esquentar mais ou menos 1 minuto.

    ResponderExcluir
  4. Isso pode acontecer com muitos minerais, como o quartzo. O diamante é difícil de riscar mas muito fácil de quebrar.

    ResponderExcluir